Mudanças no ENEM 2015

Compartilhar:

CONTROLE SUA ANSIEDADE

Uma das mudanças do Enem é que a prova vai exigir maior controle emocional dos candidatos. Eles deverão estar na sala da prova às 13h, mas o exame só começará meia hora depois, quando os envelopes lacrados forem abertos na frente de todos.

Para os candidatos, essa meia hora vai parecer uma eternidade. Por isso, será necessária uma dose extra de paciência para controlar a ansiedade e não permitir que ela atrapalhe o trabalho. Ainda assim, é um esforço que pode valer a pena, numa prova que, desde sua criação em 1998, luta contra fraudes e violações.

A mudança mais comentada tem sido essa, além do aumento no valor da taxa de inscrição, para diminuir o absenteísmo e evitar as inscrições descompromissadas – reduzindo o desperdício.

O AUMENTO NO VALOR DA TAXA DE INSCRIÇÃO

Mesmo tendo sofrido aumento de quase 50%, se comparada com as taxas de inscrição de exames similares realizados em outros países, a do Enem, que passou para R$ 63 reais, ainda está bastante em conta. Na Espanha, México ou Equador o candidato paga, respectivamente, 130 euros, 80 dólares e 90 dólares para fazer a prova, e isso com uma logística bem mais simples do que a nossa.

Numa conta simples, o aumento no valor das inscrições vai significar uma verba adicional de aproximadamente R$ 60 milhões. Essa verba adicional poderia ser revertida em algumas melhorias necessárias.

A primeira, uma diagramação mais “arejada” da prova. O estudante passa quatro horas e meia cada um dos dois dias resolvendo 180 questões extensas, impressas em letra pequena, em design monocromático e com pouco espaçamento entre as linhas. Num exame cansativo e exigente, em que se tem apenas três minutos para resolver cada questão, um visual mais confortável poderia resultar em melhor rendimento.

FONTE: G1

Compartilhar: